logo
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
MUSEU
COLECÇÕES
EXPOSIÇÕES
SERVIÇOS E ACTIVIDADES
LOJA
NOVIDADES
INFORMAÇÕES

Newsletter




Autenticação

Partilhar

Facebook Image

 Google Arts & Culture

.:: Colóquio Internacional “Música & Museu” PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
28 de Fevereiro - 1 de Março de 2019
14-02-2019

Colóquio Internacional Música & Museu Colóquio Internacional “Música & Museu” subordinado aos temas da salvaguarda e pesquisa do património musical e sonoro. Organização: Museu Nacional da Música / Núcleo de Pesquisa em História das Coleções e Museus - RARIORUM (Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil) / Tagus-Atlanticus Associação Cultural. Participação mediante inscrição prévia. O bilhete do museu dá acesso ao evento.

 

COLÓQUIO INTERNACIONAL MÚSICA & MUSEU
SALVAGUARDA E PESQUISA DO PATRIMÓNIO MUSICAL E SONORO

 

Muitos museus são assustadoramente silenciosos. Os sons e a música parecem ser fenómenos indesejados no universo que estas instituições criam para a preservação e a fruição do património cultural, a despeito da posição central que a música e as paisagens sonoras ocupam na construção da memória e vida coletiva. Em museus etnográficos, museus históricos, museus de técnica construtiva e até de arte, os instrumentos musicais têm uma constante e muda presença. Mesmo os museus de música, os museus de instrumentos musicais e as casas museus de músicos e de compositores detêm-se na discussão não resolvida sobre o que deve prevalecer como missão de uma instituição do género: preservar a materialidade dos elementos que produzem ou registam sons ou garantir a sobrevivência da performance musical, da paisagem sonora, das técnicas de construção e de uso dos instrumentos musicais, ou de outros elementos intangíveis associados às experiências sonoras? Outras questões permanecem em aberto e insistem em retornar quando há a necessidade de se definir as possíveis formas de relações entre o campo da museologia e o da música. O que deve ser considerado e como deve ser tratado o património musical? Quais são os papéis reservados à música e aos sons nos museus? Que função social devem cumprir os museus de música e as ações de patrimonialização especificamente orientadas para o universo sonoro?

 

Questões como estas são excessivamente genéricas e, certamente, não admitem respostas unívocas ou definitivas. Mas, a sua recorrência parece denotar a ausência de debates em avaliação das soluções práticas encontradas no momento de se definirem caminhos para a realização da pesquisa, da salvaguarda e da extroversão do património musical. Ela aponta, ainda, para a pequena sistematização ou ressonância dos conhecimentos produzidos por estas soluções na museologia, na musicologia, na etnomusicologia, na história e noutros campos disciplinares que se dedicam a pensar o património musical. Além das contribuições dos sistemas classificatórios da organologia para a documentação de instrumentos musicais em acervos museológicos, ou de eventuais parcerias na curadoria de exposições, parecem pouco exploradas as possibilidades de diálogo, de intercâmbio conceptual e de interligações teóricas entre estas áreas de investigação.

 

Diante deste quadro, o objetivo deste Colóquio Internacional é abrir espaço para o debate sobre as práticas e desafios enfrentados na salvaguarda, pesquisa e extroversão do património musical e sonoro, nos espaços museológicos ibero-americanos. Pretende-se colocar em discussão as formas como os museus elaboram a sua missão ou função social no que se refere à música e ao universo sonoro; como as instituições planeiam e dão suporte à pesquisa da música do passado ou de outras sociedades, frente às distintas necessidades de museólogos, musicólogos, historiadores e outros investigadores; que parâmetros conceptuais são utilizados para a formação, desenvolvimento e documentação de coleções; como é pensado o papel educativo dos museus de música; e como são concebidos os modos de comunicação dos acervos musicais, nestas casas do património. Assim, mais que mapear práticas museológicas e o pensamento sobre a música como património cultural, espera-se vencer o silêncio dos museus por meio do diálogo multidisciplinar.

 

Texto da autoria do Prof. Doutor René Lommez Gomes (Núcleo de Pesquisa em História das Coleções e dos Museus - RARIORUM - Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil)

 


COMO PARTICIPAR

 

O colóquio destina-se a todo o público interessado na temática apresentada. A participação será efetivada por meio de inscrição prévia a realizar mediante o preenchimento de um formulário.

 

Finalizado o colóquio, será encaminhado um certificado de participação, via email, a todos os assistentes.

 

Prazo para inscrição: 26 de fevereiro

Número de vagas: 60

 

+INFO: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 


ORGANIZAÇÃO
- Museu Nacional da Música
- Tagus-Atlanticus Associação Cultural
- RARIORUM - Núcleo de Pesquisa em História das Coleções e dos Museus
- Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, UFMG

 

APOIO
- CESEM – UNL – FCT 

- ICOM PORTUGAL
- Centro de História da Universidade de Lisboa
- Embajada de España en Portugal - Cooperación Española
- Cavalinho de Pau (Brasil)

 

 

PROGRAMA

 

28 DE FEVEREIRO

 

Receção aos participantes e convidados
14:00 h – 14:30 h

 

Abertura
14:30 h - 14:45 h
Dr.ª Graça Mendes Pinto Ludovice
Diretora do Museu Nacional da Música

 

1.ª SESSÃO – Conferências: Património Musical Ibero-americano
14:45 h - 16:15 h

 

El patrimonio musical en las instituciones españolas
Dr.ª Elena Vasquez Garcia (Instrumenta – Biblioteca Nacional de Espanha)

 

O Museu da Música de Mariana e o patrimônio musical luso-brasileiro
Dr. André Guerra Cotta (Universidade Federal Fluminense; CESEM)

 

Do papel ao som: disponibilização de fontes musicais históricas e o seu contributo para a divulgação e fruição do património musical
Dr.ª Silvia Sequeira (Biblioteca Nacional de Portugal)

 

INTERVALO
16:15 h - 16:50 h

 

2.ª SESSÃO – Conferências: História, Música, Sons e Exposições
16:50 h - 18:20 h

 

“Altissonancia Restaurada”: um projeto de musealização do som
Dr. Rodrigo Teodoro de Paula (CESEM; Universidade Nova de Lisboa)

 

“Há Música na Vista Alegre”. Construção participada de uma exposição temporária no Museu da Vista Alegre: Relações entre Museu, Investigação e Comunidade
Dr. Pedro Rocha (Museu Vista Alegre; INET-MD, Universidade Nova de Lisboa)

 

Os sons e os silêncios nas Minas do Ouro
Dr.ª Júnia Ferreira Furtado (Universidade Federal de Minas Gerais)

 

INTERVALO
18:20 h - 18:40 h

 

3.ª SESSÃO – Mesa Redonda: “O marfim nas paisagens sonoras do Atlântico africano: perspetivas de investigação”
18:40 h - 19:30 h

 

Dr. José da Silva Horta (Centro de História, Universidade de Lisboa)
Dr. Carlos Almeida (Centro de História, Universidade de Lisboa)
Dr. René Lommez Gomes (RARIORUM, Universidade Federal de Minas Gerais)

 

Abertura da Exposição MARFIM e MÚSICA
19:30 h

 


01 DE MARÇO

 

Receção dos participantes e convidados
10:00 h – 10:15 h

 

4.ª SESSÃO – Conferências: Organologia e restauro de instrumentos musicais nos museus
10:15 h – 11:45 h

 

Instrumentos Musicais e Paisagens Sonoras na Coleção de Leques da Casa Museu dos Patudos
Dr.ª Luzia Rocha (Núcleo de Iconografia Musical; Universidade Nova de Lisboa)
Dr. Nuno Prates (Casa dos Patudos; Museu de Alpiarça)

 

O Projeto “Sanfona”: terminologia dos instrumentos musicais
Dr. David Cranmer (CESEM – Universidade Nova de Lisboa)

 

Considerações sobre o restauro da Tiorba “Buchenberg” (1608)
Sr. Orlando Trindade (Lutheria - Museu Nacional da Música)

 

INTERVALO

12:20 h – 14:00 h

 

5.ª SESSÃO – Conferências: Colecções e Museus de Música
14:00 h – 15:30 h

 

Notas sobre o património musical do Museu Nacional de Etnologia
Dr. Paulo Costa (Museu de Etnologia; Museu de Arte Popular)

 

Museu da Música Mecânica - Práticas multissensoriais em museu de colecionador
Dr. Luís Cangueiro (Museu da Música Mecânica)

 

Com expor a música?
Dr.ª Conceição Correia (Museu da Música Portuguesa; Casa Verdades de Faria)

 

INTERVALO
15:30 h – 16:00 h

 

6.ª SESSÃO – Processos museológicos e a salvaguarda do Património Musical
16:00 h – 17:30 h

 

Um Sujeito Museológico chamado Fado: Salvaguarda, Fruição, Desafios
Dra. Sara Pereira (Museu do Fado)

 

Instrumentos Musicais Chineses na Coleção do Museu do Centro Científico e Cultural de Macau, em Lisboa
Dr. Enio de Souza (Museu do Centro Científico e Cultural de Macau; INET-MD, Universidade Nova de Lisboa)

 

A Museologia e o Património Musical Brasileiro: diálogos possíveis
Dr. René Lommez Gomes (RARIORUM, Universidade Federal de Minas Gerais)

 

Encerramento
17:30 h

 

Dr. José Alberto Ribeiro
Presidente do ICOM Portugal e Diretor do Palácio Nacional da Ajuda

Dra. Graça Mendes Pinto Ludovice
Diretora do Museu Nacional da Música

 

AGENDA

Fevereiro 2019 Maro 2019 Abril 2019
Do Se Te Qu Qu Se
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31