logo
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
MUSEU
COLECÇÕES
EXPOSIÇÕES
SERVIÇOS E ACTIVIDADES
LOJA
NOVIDADES
INFORMAÇÕES

Autenticação

Partilhar

Facebook Image

 Google Arts & Culture

:: INICIO NOVIDADES
.:: Trio Memorie Popolari PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça-feira, 7 de junho de 2022 // 18:00 h

Trio Memorie Popolari Juliana Azevedo (voz e percussão), Federico Pascucci (clarinete) e Simone Mosca (guitarra) são o Trio Memorie Popolari que dão vida ao recital "De Nápoles a Coimbra, canções sem tempo". Organização: Museu Nacional da Música e Istituto Italiano di Cultura di Lisbona (@iic.lisbona). A entrada é livre.

 

O Trio Memorie Popolari é um ensemble dedicado à canção e à música de tradição popular. O repertório do grupo desenvolve-se em duas direções, ligando duas cidades distantes mas lugares de expressões musicais com uma alma surpreendentemente comum: a canção clássica de Nápoles e a canção de Coimbra. Os três músicos, intérpretes de alta formação académica, dão vida à música com sonoridades acústicas refinadas, com o timbre doce e educado da soprano portuguesa, as linhas sinuosas do clarinete e o coração rítmico e harmónico da guitarra. No palco, o grupo executa uma cuidada seleção de canções, fruto de um trabalho de pesquisa e de estudo das composições dos séculos passados. No repertório fazem parte melodias comoventes e alegres, textos melancólicos e sedutores, com um tempo lento ou com ritmos irrequietos, próprios da tarantella. Canções, conhecidas ou esquecidas, pérolas sem tempo da expressão musical humana.

 

----

 

"Il Trio Memorie Popolari è un ensemble dedicato alla canzone e alla musica di tradizione popolare. Il repertorio del gruppo si sviluppa lungo due direzioni, mettendo in comunicazione le estetiche di due città lontane ma patria di espressioni musicali con un'anima sorprendentemente comune: la canzone classica di Napoli ed il fado di Coimbra. I tre musicisti, interpreti d’alta formazione accademica, danno vita alla musica con sonorità acustiche raffinate, con il timbro dolce ed educato del soprano portoghese, le linee sinuose del clarinetto e il cuore ritmico e armonico della chitarra. Sul palco il gruppo esegue un’attenta selezione di brani, frutto dell’impegno nel lavoro di ricerca tra le composizioni dei passati secoli. Ne fanno parte melodie sia struggenti che allegre, testi malinconici e ammiccanti, tempi larghi e ritmi incalzanti come quelli delle tarantelle. Canzoni, conosciute o dimenticate, perle senza tempo dell’espressione musicale umana."

 

 

PROGRAMA

 

AUGUSTO HILÁRIO (1864-1896)
Fado Hilário

 

TEODORO COTTRAU (1827-1879) e MARIANO PAOLELLA (1835-1868)
Lo Zoccolaro

 

POPULAR
Os Bravos

 

MARIO PASQUALE COSTA (1858-1933) e SALVATORE DI GIACOMO (1860-1934)
Oilì Oilà

 

CARLO SCALISI e MARIANO PAOLELLA (1835-1868)
Dimme ‘na vota sì

 

ANÓNIMO
Fenesta ca lucive

 

POPULAR
Canção longe

 

SALVATORE GAMBARDELLA (1871-1913) e PASQUALE CINQUEGRANA (1854-1939)
Furturella

 

MARIO PASQUALE COSTA (1858-1933) e SALVATORE DI GIACOMO (1860-1934)
‘O munasterio

 

CARLOS FIGUEIREDO (1924-1999)
Rua Larga

 

POPULAR
Toada Beirã

 

PINO CALVI (1930-1989) e NICOLA SALERNO (“NISA”) (1910-1969)
Accarezzame

 

LUIZ GOES (1933-2012)
Balada do mar

 

GUILLAUME LOUIS COTTRAU (1797-1847)
Cannetella

 

EDMUNDO BETTENCOURT (1899-1973)
Adeus a Coimbra

 

FRANCESCO FLORIMO (1800-1888) e ACHILLE DE LAUZIÉRES (1800-1875)
La Tarantella

 

EDUARDO TAVARES DE MELO (1924-1992)
Quando os Sinos Dobram