logo
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
MUSEUM
COLLECTIONS
EXHIBITIONS
SERVICES AND ACTIVITIES
SHOP
WHAT’S NEW?
INFORMATION

Autenticação

Partilhar

Facebook Image

 Google Arts & Culture

.:: Daniel Bolito e Philippe Marques PDF Print E-mail
Quinta-feira, 30 de junho de 2022 // 18:00 h

Daniel Bolito e Philippe Marques “Choros, Tangos e Sassetti”, recital de violino e piano por Daniel Bolito e Philippe Marques. O bilhete do museu dá acesso ao evento.

 


PROGRAMA

 

HEITOR VILLA-LOBOS (1887-1959)
- Choros, n.º 1 (1920)​​​​​​​
- Choros, n.º 5 (1925)​​​​​​​

 

BERNARDO SASSETTI (1970-2012)
- Homenagem a Heitor Villa-Lobos​​​​
- Choradinho​​​​​​​​​
- Cocada Bahianinha​​​​​​​

 

ASTOR PIAZZOLLA (1921-1992)
- Histoire du Tango​​​​​​​
- Bordello 1900
- Café 1930​
- Nightclub 1960​
- Concert d'Aujourd'hui

 

BERNARDO SASSETTI (1970-2012)
- Sonho dos Outros​​​​​​​
- Prelúdio em Sol menor​​​​​​

 

IGOR STRAVINSKY (1882-1971)
- Tango (1940)​​​​​​​​

 

BERNARDO SASSETTI (1970-2012)
- Señor Cáscara​​​​​​​​

 


DANIEL BOLITO iniciou os estudos musicais aos oito anos com a Professora Paula Fernandes na Escola de Música Nossa Sra. do Cabo. No ano letivo de 2000/2001 começou a estudar com a Professora Lígia Soares na Academia de Música de Santa Cecília. Frequentou a Escola Superior de Música de Lisboa na classe do Professor Khatchatour Amirkhanian e, paralelamente, a AMSC na classe da Professora Lígia Soares. Atualmente encontra-se a frequentar o mestrado em ensino na Escola Superior de Música de Lisboa. Finalizou o primeiro ano de mestrado em performance na Universidade de Évora com 20 valores, na classe do Professor Valentim Stefanov.

 

Foi durante alguns anos Concertino da Orquestra Sinfónica Juvenil, com a qual se apresentou em concertos em Portugal Continental, Açores, Espanha e China e também como solista. Foi Concertino na Orquestra da Escola de Música Nossa Sra. do Cabo e também Concertino de uma Orquestra resultante de uma parceria entre a referida escola e uma escola em Umeå na Suécia. Foi Concertino da Orquestra da Universidade de Évora em que esteve encarregue da disciplina de ensaios de naipes de cordas.

 

É membro regular da Orquestra de Câmara Portuguesa, dirigida por Pedro Carneiro, com a qual já foi Concertino por mais que uma vez, apresentando-se na abertura do festival internacionalmente conhecido "City of London Festival" em Londres, no também já conceituado festival "Dias da Música" no CCB, no festival de Alcobaça "Cistermúsica", entre outros.

 

Frequentou cursos de Verão e “Masterclass” com os vários professores, entre os quais, Gerardo Ribeiro, Gareguine Aroutiounian, Pavel Arefiev, Daniel Rowland, Ulf Hoelscher, Felix Andrievsky e Valentim Stefanov. Frequentou também cursos de direção com os professores Roberto Perez, Vasco Negreiros e Nikolay Lalov.

 

Já se apresentou a solo diversas vezes com orquestra ou com piano em locais como a Aula Magna, Grande Auditório do CCB, Salão Nobre do Teatro Nacional de S. Carlos, Teatro Camões, Europarque em Santa Maria da Feira, Grande Auditório da Reitoria da Universidade de Aveiro, Teatro Aberto, entre muitos outros. De realçar as últimas apresentações, em que foi convidado a tocar, no papel de solista, com a Orquestra Filarmonia das Beiras sob a batuta do maestro Ernst Schelle com o concerto para violino de Tchaikovsky e também pela Orquestra Sinfónica Juvenil, tocando a obra "As Quatro Estações" de Vivaldi, concerto que foi gravado em DVD. Já em 2013 apresentou-se como solista com a Orquestra de Câmara Portuguesa.

 

Já foi dirigido por maestros de renome, tais como Pedro Carneiro, Joana Carneiro, Rui Massena, Francesco La Vecchia, Heinrich Schiff, Ernst Schelle, Alberto Roque, Luís Carvalho, Jan Wierzba, Nikolay Lalov, entre outros.

 

Foi premiado em diversos concursos, um dos quais o Concurso Internacional José Augusto Alegria. Por várias vezes foram transmitidos concertos na "Antena 2" em que atuou com solista e também em recitais de laureados de concursos internacionais.

 

É convidado regularmente a gravar bandas sonoras de filmes e outro tipo de produções. Apresenta-se também como músico de câmara, tendo trabalhado com o grupo "Contemporaneus" , Ensemble MPMP, entre outros. Foi convidado a realizar uma Masterclass de Violino no Teatro Tempo em Portimão.

 

Tem estreado obras de compositores de grande reconhecimento, tais como Christopher Bochmann ou Alexandre Delgado, entre muitos outros.

 

Em Dezembro de 2012 integrou a Orquestra Fundação Estúdio em Guimarães, no âmbito de “Guimarães - Capital Europeia da Cultura".

 

Lecionou no ano lectivo de 2009/2010 a disciplina de Violino no Conservatório Regional de Setúbal, no decorrer de 2011 lecionou as disciplinas de Violino e Orquestra no Conservatório de Música de Mação,entre 2013/2014 lecionou na Academia de Alcobaça, de 2014 a 2021 foi professor de Violino e de Orquestra no Conservatório de Música de Cascais sendo que chegou a assumir as funções de coordenador da classe de cordas. No presente é membro da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.

 

 

PHILIPPE MARQUES nasceu em 1991 na cidade de Lausanne. Iniciou os seus estudos musicais em 2001 no Conservatório Regional Silva Marques, onde estudou com a professora Catherine C. Paiva. Em 2006 foi admitido na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa e completou o Curso de Piano com a máxima classificação, na classe do professor Hélder Entrudo. Desde então, tem vindo a atuar regularmente em vários locais do país, dos quais se destacam: Centro Cultural de Belém, Teatro Nacional de São Carlos, Teatro S. Luiz, Teatro Trindade, Centro Cultural Olga Cadaval, entre outros. Participa regularmente em recitais transmitidos pela RTP/Antena 2 e, como solista, apresentou o Concerto para piano n.º 1 de F. Liszt, o Concerto para piano n.º 2 de J. Domingos Bomtempo e a Rhapsody in Blue de G. Gershwin. Já se apresentou em Portugal, França, Estados Unidos da América e Brasil, onde participou numa digressão apoiada pela Direção Geral das Artes / Governo de Portugal e organizada pelo MPMP, passando por alguns dos principais palcos de cinco cidades unicamente com música de compositores portugueses. No âmbito da mesma digressão, gravou para três rádios brasileiras e para a TV Brasil.

 

Ao longo do seu percurso participou também em masterclasses sob orientação de conceituados professores, entre eles: Luiz de Moura Castro, Sequeira Costa, Artur Pizarro e Dmitri Alexeev. Já colaborou com o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa e é membro do Ensemble MPMP. Já estreou obras de vários compositores portugueses e estrangeiros, de entre os quais se destacam Edward Luiz Ayres d’Abreu, Nuno da Rocha, Luís Salgueiro, Daniel Moreira, Hugo Ribeiro e Ana Seara. Colabora regularmente com instituições como a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, entre outras.

 

Finalizou em 2014, com a máxima classificação, o Mestrado em Música na Escola Superior de Música de Lisboa, sob a orientação do professor Miguel Henriques. Leciona na Escola Artística de Música do Conservatório Nacional e na Escola Profissional Metropolitana.

A sua discografia inclui a gravação da integral das sonatas para piano de J. D. Bomtempo, num total de quatro CDs, um CD com obras de câmara de Ruy Coelho, um CD com música para bailado de Stravinsky, Ravel, Ruy Coelho e Lopes-Graça e o recentemente lançado álbum com o título “Melodias Rústicas Portuguesas", preenchido na totalidade com música de Lopes-Graça, estes dois últimos em duo com o pianista Duarte Pereira Martins.