logo
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
MUSEU
COLECÇÕES
EXPOSIÇÕES
SERVIÇOS E ACTIVIDADES
LOJA
NOVIDADES
INFORMAÇÕES

Autenticação

Partilhar

Facebook Image

 Google Arts & Culture

:: INICIO NOVIDADES
.:: Coleção Vianna da Motta PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça-Feira, 26 de Julho de 2022 // 18:00 h

Vianna da Motta com a insígnia de Comendador da Ordem de Sant'Iago, em 1893 Cerimónia e concerto de João Costa Ferreira comemorativo da entrega da “Coleção Vianna da Motta” pela Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian ao Museu Nacional da Música, mais um importante conjunto documental do panorama musical português que vem enriquecer o acervo do Museu. A entrada é livre.

 

Esta coleção, pertencente à Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian, é constituída pela biblioteca pessoal de José Vianna da Motta (1868-1948), com 3473 publicações periódicas e monografias (muitas dos quais com marginália do compositor), por uma coleção de partituras e por alguma documentação avulsa, além de um conjunto de objetos pessoais daquele pianista, compositor, maestro e musicógrafo português.

 

Com carácter de depósito permanente, esta coleção vem reforçar os elos que unem o Museu Nacional da Música e a Fundação Calouste Gulbenkian, e também a importância que o próprio músico teve na formação do Museu Nacional da Música, enquanto diretor do Conservatório Nacional.

 

No decurso da cerimónia de entrega da coleção poderão ser apreciados alguns dos objetos que a compõem, em particular várias condecorações, uma batuta e um busto em bronze da autoria de Francisco Franco.

 

A cerimónia contará ainda com o recital "Vianna da Motta e seus Contemporâneos", onde o pianista João Costa Ferreira interpretará obras de José Vianna da Motta, António Fragoso e Alexandre Rey Colaço.

 

Digna-se estar presente Sua Excelência a Secretária de Estado da Cultura

 


PROGRAMA - JOSÉ VIANNA DA MOTTA E SEUS CONTEMPORÂNEOS

 

José Vianna da Motta (1868-1948) - Pensée Poétique, Rêverie op. 36

 

António Fragoso (1897-1918) - Nocturno em ré bemol maior

 

José Vianna da Motta (1868-1948) - Elegia, op. 45

 

Alexandre Rey Colaço (1854-1928) - Fado n.º 6

 

José Vianna da Motta (1868-1948) - Três Romances sem palavras, op. 51
- n.º 1, Meditação
- n.º 2, O Crepúsculo
- n.º 3, Lamentação

 

Luiz Costa (1879-1960) - Ecos dos Vales, op. 3 n.º 3 (do ciclo Poemas do monte)

 

José Vianna da Motta (1868-1948) - Les Inondations de Murcie, Scène caractéristique op. 28

 


JOÃO COSTA FERREIRA (n. 1986) é um pianista e investigador português detentor do “Diplôme Supérieur d’Exécution” da École Normale de Musique de Paris e doutorado em Música e Musicologia pela Sorbonne Université.

 

Iniciou os seus estudos de piano aos onze anos no Conservatório de Artes do Orfeão de Leiria com o professor Luís Batalha. Desde cedo, revelou vocação para a música, obtendo diversos prémios em concursos de piano nacionais e internacionais. Aos dezanove anos, partiu para Paris onde estudou com Marian Rybicki e Guigla Katsarava e onde foi aluno e assistente do pianista Jean Martin. Foi também em Paris que realizou os seus estudos universitários. Enquanto bolseiro da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, fez o doutoramento sob a direção da filósofa e musicóloga Danielle Cohen-Levinas.

 

Embora o seu repertório abranja todos os estilos desde o barroco, João Costa Ferreira especializou-se na música do século XIX e da primeira metade do século XX. Nos seus projetos a solo e música de câmara, tanto se interessa pela interpretação do grande repertório clássico como pela descoberta de compositores esquecidos e pela encomenda de obras aos compositores contemporâneos. Tem-se apresentado em salas de Portugal, França, Bélgica, Espanha e Holanda. Muitos dos seus concertos e trabalhos discográficos têm sido transmitidos pela Antena 2, pela France Musique (rádio clássica francesa) e por diversas rádios europeias.

 

João Costa Ferreira tem tido um papel ativo na reabilitação e valorização do património musical português através da publicação e gravação das obras de José Vianna da Motta. Desde o ano de 2015, em colaboração com a editora AvA Musical Editions, publicou mais de trinta obras, em grande parte inéditas. Em 2018, lançou na editora Grand Piano Records (etiqueta da Naxos) um disco com a primeira gravação mundial das Cinco Rapsódias Portuguesas, ciclo que marca o início da fase criativa do compositor, caracterizada pelo recurso à música popular portuguesa. Em 2020, lançou na editora MPMP o primeiro disco da série discográfica José Vianna da Motta: Poemas Pianísticos dedicada às obras de infância, disco que recebeu a Menção Honrosa do Grémio Literário.