logo
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
MUSEU
COLECÇÕES
EXPOSIÇÕES
SERVIÇOS E ACTIVIDADES
LOJA
NOVIDADES
INFORMAÇÕES

Autenticação

Partilhar

Facebook Image

 Google Arts & Culture

:: INICIO NOVIDADES
.:: Noite / Dia Internacional dos Museus PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
16 e 18 de Maio - Entrada Livre
Imagem alusiva à Noite e Dia Internacional dos Museus 2009 A Festa dos Museus faz-se com muita música já nos próximos dias 16 e 18 de Maio, este ano subordinada ao tema “Museus e Turismo”. A divulgação da música tradicional portuguesa, nomeadamente o cante alentejano e o encontro da herança lusófona com outras tradições estará, por conseguinte, na ordem do dia, apresentada em ambiente café-concerto e com “acompanhamento” de uma pequena selecção de produtos regionais e não só.

Dois grupos abordarão na noite de dia 16 o cante alentejano: Vozes de Casével e 4uatroAoSul. Os primeiros trazendo consigo as “vozes” da mais pura herança coral alentejana, os últimos apresentando uma nova abordagem àquelas vozes, sem descurar a sua genuinidade e valores tradicionais.

Iniciando a programação do dia 16, o Museu terá como convidados os Raspa de Tacho, o grupo de Choro há mais tempo em actividade em terras lusas, que se encarregará de estabelecer um cruzamento entre as tradições portuguesa e cabo-verdiana e os ritmos brasileiros do choro.

O dia 18 começa logo pela manhã com a apresentação do conto musical para crianças “… O Que Aconteceu No Museu Da Música…”. Escrito propositadamente para a comemoração do Dia Internacional dos Museus, este conto musical da autoria do compositor Sérgio Azevedo em parceria com Joana Raposo, encena uma história em torno de dois dos ex-libris da colecção do Museu: o violoncelo Stradivarius e o cravo Antunes, dois instrumentos muito rabugentos que recebem um visitante inesperado. Esta sessão repete-se ao início da tarde.

O Museu abre depois portas a alunos de escolas de música de Lisboa, e a quem mais tiver interesse, para a realização de uma Jam Session, onde o objectivo maior será o estabelecimento de diálogos musicais em espírito free.

A entrada, como não poderia deixar de ser, é livre.

APOIOS: